O que você faz quando constrói uma marca poderosa e, de repente, surge um concorrente com chances de ameaçar o seu império e recusa ofertas irresistíveis para fazer parte do seu reino? Mark Zuckerberg, aparentemente, resolveu este problema ao lançar o Instagram Stories com as principais funções do Snapchat.

Muitos duvidaram (ou talvez ainda duvidem) que esta nova função do Instagram será suficiente para enfraquecer a rede do fantasminha, que entrega praticamente a mesma quantidade de visualizações do Facebook mesmo com cerca de 10% de usuários da principal rede de Mark. Esta deve ser uma das razões para os fundadores do Snapchat recusarem a oferta de 3 bilhões para vender a plataforma.

Após o lançamento do Instagram Stories, houve uma pergunta padrão nos posts publicados pelos usuários: o Instagram copiou o Snapchat?

Instagram Stories Tela

As comparações foram inevitáveis. O que nós e outras pessoas perceberam durante as primeiras horas de vida do novo formato.

– O Instagram continua mais leve que o Snapchat. Isso também significa que provavelmente postar no Stories será mais vantajoso para economizar o 3/4G dos usuários.
– O microfone no Stories deixa a voz mais clara.
– Apesar de não ter tantos recursos quanto o Snapchat, tem opções e filtros típicos da ferramenta. Com o tempo, certamente serão oferecidos mais acessórios.
– Alguns posts em vídeo não carregam de primeira, mas basta abrir novamente que volta ao normal.

Ainda é cedo para definir o resultado Stories x Snapchat, mas um fator que vai definir quem ficará em vantagem será a adesão dos influenciadores digitais. Certamente não foi à toa que Ivete Sangalo foi a primeira artista brasileira a usar o Stories, com direito a filtros do MSQRD que também é propriedade do Facebook.

Ivete Sangalo Instagram Stories MSQRD

Algumas celebridades e blogueiros já decretaram que farão a mudança, já que estará “tudo em um lugar só” e essa debandada pode ser um problema para o Snapchat. E o número de visualizações pode incentivar os anônimos a usarem o Stories. Em poucas horas, conseguimos cinco vezes mais acessos no Instagram que a média no fantasminha. Por lá também possível colocar na linha do tempo fotos e vídeos que estão na galeria do celular, mas apenas os que foram colocados nas últimas 24 horas.

Por outro lado, os adolescentes e jovens podem continuar fiéis ao Snapchat já que os pais, chefes, clientes e amigos mais próximos provavelmente não estão por lá e também há um acordo não verbal que lá é o “ambiente da zoeira”. O Stories pode estabelecer este grau de informalidade, mas no Instagram as pessoas se preocupam em publicar conteúdos “bonitos”, “sérios” ou “descontraídos na medida certa”. Com um número bem maior de amigos e conhecidos acompanhando suas histórias, será que a zoeira vai se instalar por lá também? E como as pessoas dividirão as atenções para as duas timelines em um mesmo lugar?

Por coincidência, Globo e Snapchat fecharam parceria para cobertura das Olimpíadas. Provavelmente o Stories também será usado para esses fins. Agora, só resta a gente assistir de camarote esta disputa, onde a concorrência certamente vai estimular a produção de novidades em espaço de tempo cada vez mais curto.